topo

Postado em 31 de Agosto às 09h01

Mensageiro Seguro 1067

Institucional (100)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Ano XIV – 28/08/2020 - Edição 1.067 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara...

Ano XIV – 28/08/2020 - Edição 1.067
Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda.

Edição: Samara Braghini

Leia nesta edição do Mensageiro Seguro

1.Homem X Máquina: o futuro do trabalho nas mãos da espiritualidade e da humanidade
2.Crescimento dos seguros cibernéticos
3.Melhora das projeções sinaliza que crise pode ser menos pior do que o previsto
4.Sinistros globais relacionados à pandemia de Covid-19 atingiram US$ 20,2 bilhões
5.Saúde: Dicas para sua saúde mental
6.Orientação segura: Construa bons relacionamentos em vendas
7.Ação Positiva

Homem X Máquina: o futuro do trabalho nas mãos da espiritualidade e da humanidade

Futuristas desenham um cenário para os próximos 50 ou 60 anos em que apenas 4% da população mundial estará empregada. É certo que a Covid-19 acelerou esse processo. Essa previsão se dá ao observarem as revoluções tecnológicas deste século e as mudanças que elas trouxeram para a sociedade. Ao analisarmos esses pontos da história, a relação do homem com a tecnologia, percebemos impactos positivos, como na área da saúde, e negativos, com os chamados desempregos tecnológicos. Neste contexto de um futuro próximo uma pergunta preocupante surge: como ficarão os outros 96%?


É necessário pensar primeiro sobre os 4%, a minoria que formará os trabalhadores. Primeiro, se você deseja fazer parte dessa porcentagem será necessário desenvolver duas importantes habilidades: flexibilidade e polivalência. Hoje, já não temos condições de manter a rigidez criada pela teoria de Ford e logo veremos as especialidades particulares do operário serem substituídas por essas novas competências procuradas pelo mercado. A mudança será tão grande que as escolas vão precisar se adaptar a essa nova visão de mundo, se adequar a esse perfil de sociedade em que as máquinas desempenham o papel de desenvolver novas formas de produção, procurando sempre a maximização do lucro, além de continuar a oferecer conforto, segurança e prazeres.


Não devemos pensar em tal cenário futurista como uma luta do homem contra a máquina, mesmo porque a tecnologia traz uma vida melhor, com mais praticidade e conforto em diversas áreas. Esse impacto vai criar novos padrões de consumo, de produção e outra visão de trabalho. A própria família terá outro tipo de funcionamento, as escolas deverão ser mais funcionais e, com esse avanço tecnológico, a humanidade precisará lidar com a energia natural e o respeito à natureza. Com isso em mente, haverá uma série de fatores que poderão abrir espaço para campos de atuação diferentes dos tradicionais. Cursos tradicionais, tais como Administração e Engenharia, sempre vistos como carreiras garantidas no mercado, serão revistos em função dessa nova organização mundial.


Estamos diante de uma nova ordem social, que, assim como a revolução industrial, exige essa mudança na organização das sociedades humanas. O novo desenho já não será Capital x Trabalho, talvez se torne Tecnologia x Trabalho. Mas será que isso indica que os 96% da população mundial desempregada deverão brigar com as máquinas? Como diz Don DeLillo, por um lado a tecnologia cria o apetite pela imortalidade, visto os avanços na área da medicina e biomédica, por outro ameaça a extinção do homem social, e esse talvez seja o grande desafio dessa nova fase.

Mas não há motivo para entrar em pânico. Da mesma forma que os 4% darão conta do trabalho, assessorados pelas máquinas, talvez os outros 96% mostrem que o propósito da criação do mundo e do universo não seja necessariamente o trabalho. Talvez o ser humano deva buscar na espiritualidade e na humanidade outros serviços que serão extremamente prestigiados com essa nova configuração mundial. O Judaísmo milenarmente garante que cada indivíduo deve internalizar que: “para mim o mundo foi criado”!


Einstein já dizia que se tornou aparentemente óbvio que nossa tecnologia excedeu nossa humanidade, e o espírito humano precisa prevalecer sobre ela. Então, no futuro, todas as carreiras que envolverem essas relações interpessoais serão supervalorizadas. As máquinas podem até substituir vários homens ordinários, mas nunca extraordinários. Se eu fosse você, focaria em transformar seus filhos em pessoas extraordinárias. Por Thiago Garcia

Crescimento dos seguros cibernéticos

De acordo com o Fórum Econômico Mundial, os riscos cibernéticos estão entre as mais frequentes ameaças às empresas e pode impactar mais os negócios do que desastres ambientais.


Com as restrições impostas pelo governo para conter a disseminação do novo coronavírus e a adoção do regime de teletrabalho por grande parte das empresas, os riscos cibernéticos ficam mais latentes e a busca por proteção contra os seus danos apresenta forte crescimento.

Segundo a Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg), o seguro Compreensivo Riscos Cibernéticos registra aumento de 148,7% em sua arrecadação na comparação mensal entre junho/20 e junho/19 – taxa superior a de maio/20, de 53,3%. Desta maneira, o resultado de 2020 para o produto é mais que o dobro daquele observado primeiro semestre de 2019, com crescimento de 115,0% em sua arrecadação.


O produto é direcionado para pessoas jurídicas, incluindo pequenas e médias empresas. Em relação a coberturas, os pedidos de resgate, no caso de “sequestro de dados” por ransomware, estão amparados pelo seguro, bem como a investigação para entender o que ocorreu e, ainda, outros prejuízos consequentes (tais como: lucros cessantes e despesas operacionais decorrentes da paralisação das atividades das empresas, o que pode ocorrer por conta do ransomware).


Além disso, uma vez que os dados de uma empresa foram vazados (e, como consequência, houve a extorsão) podem incorrer custos para tentar recuperar e reparar estes dados.

Adicionalmente, podem ocorrer investigações por órgãos reguladores, cujos custos para resposta a tais investigações também se encontram amparados pela apólice contratada, bem como as multas impostas nos processos regulatórios. Caso surjam reclamações judiciais de clientes pelo vazamento de dados, os custos de defesa e de eventuais indenizações também estarão amparados. Fonte: Sindiseg SC

Melhora das projeções sinaliza que crise pode ser menos pior do que o previsto

“Expectativas com a melhora do desempenho do PIB segue dando o tom do boletim Focus, divulgado pelo Banco Central nesta semana, mas ainda há incertezas em relação ao desempenho da economia a partir do último trimestre”, comenta Pedro Simões, economista do Comitê de Estudos de Mercado da CNseg, a Confederação das Seguradoras.


Segundo Simões, as incertezas pairam principalmente em cima do complexo equilíbrio político e fiscal. “O ministério da Economia tem demandas, como cumprir o teto de gastos, mas precisa mantar a economia girando ao mesmo tempo. Como mostram dados da pesquisa PNAD Covid-19 de julho, a parcela de domicílios que receberam algum auxílio emergencial relacionado à pandemia chegou a 44,1%. Em alguns estados do Norte e do Nordeste esse percentual ultrapassa os 60%. O custo é alto, do ponto de vista de gastos, mas movimenta a economia neste período de isolamento social, beneficiando vários outros indicadores”, citou ele ao blog Sonho Seguro.


A projeção para o IPCA voltou a subir ligeiramente, para 1,71% ao final deste ano, mas ainda muito abaixo do piso da meta estabelecida pelo CMN para este ano, que é de 2,5% (1,5p.p. abaixo do centro da meta, de 4,0%). Ao mesmo tempo, aprofundou-se a divergência entre a projeção para a inflação medida pelo IPCA e pelo IGP- M, cuja expectativa para este ano subiu para 9,36% após a divulgação da segunda prévia de agosto. As projeções para a Selic permaneceram em 2% para o final deste ano, mas, após caírem para 2,75% para o final de 2021 na semana passada, voltaram a subir para 3,00%.


Tal movimento pode representar tanto a expectativa de economia mais aquecida após a recuperação do choque da pandemia quanto alguma expectativa de maior compatibilidade entre a taxa de juros básica de curto prazo, a Selic, e os juros longos – que continuam a subir, embutindo tanto a percepção de maior risco fiscal quanto a própria ideia de que os juros devem ter que subir mais do que se imagina em algum momento. No calendário econômico da semana, destaque para a divulgação de diversos indicadores de confiança, além do IGP-M de agosto, dos dados de crédito do Banco Central e sa PNAD Contínua de julho, a serem divulgados na sexta-feira (28/08).


Além disso, o ambiente político também deverá estar em destaque, com o já mencionado lançamento do Pró-Brasil, anúncios de medidas para preservar o teto de gastos com “gatilhos” para redução automática de despesas obrigatórias e discussões sobre o Orçamento da União em 2021, que deve ser enviado pelo governo ao Congresso até o dia 31 deste mês. Fonte: CNseg

Sinistros globais relacionados à pandemia de Covid-19 atingiram US$ 20,2 bilhões

Conforme o site Reinsurance News, dados coletados pela consultoria de serviços financeiros PeriStrat, baseada em Zurich, na Suiça, mostram que os sinistros reportados pelas maiores seguradoras e resseguradores globais relacionados à pandemia de COVID-19 já atingiram US$ 20,2 bilhões.

A esse respeito, o presidente da CNseg, Marcio Coriolano, afirma que “grandes instituições internacionais do setor de seguros e resseguros, como Lloyds e Swiss Re, estão lidando com previsões incertas após consecutivas quedas dos resultados, principalmente no segmento de seguros de danos e responsabilidades (P&C)”. Segundo Marcio Coriolano, “no Brasil não é muito diferente, e as perdas do setor de seguros estão em linha com o que aconteceu nos demais setores da economia. Isso porque o setor responde aos estímulos de produção, emprego, renda e consumo. Mas, a despeito da evidente relação, nas três últimas grandes recessões que a economia mundial sofreu, o setor de seguros foi menos impactado do que a indústria e o sistema financeiro. A única certeza que temos são os reflexos da crise epidemiológica ainda durante bom tempo. Fonte: Sindiseg SC

Saúde: Dicas para sua saúde mental

Seja realista. Adapte suas expectativas aos seus ideais levando em consideração as possibilidades que você teve para alcançar as metas pretendidas.


Evite frustrações. Não exija mais do que você realmente pode fazer.


Evite o consumo de álcool e outras drogas. O consumo e abuso das substancias psicoativas aumentam as chances de você desenvolver transtornos mentais. Se você tiver algum transtorno, o consumo delas pode agravar sua situação. Além disso, elas causam problemas degenerativos ao cérebro.


Seja sociável. A interação social é um fator de proteção ao surgimento de transtornos mentais. Então, saia com os amigos, vá à casa de familiares ou faça atividades em grupos om os mesmos interesses que você.


Cuide do corpo. É comprovado cientificamente que aliar a alimentação balanceada às atividades físicas é uma medida que ajuda a combater transtornos mentais.
Durma bem. Privação ou má qualidade do sono pode levar ao surgimento de transtornos mentais. Evite celular, tablete, computador ou ver televisão, pelo menos 30 minutos antes de dormir, assim como se deve evitar luz forte ou moderada no ambiente. Fonte: Viva Saúde

Orientação segura: Construa bons relacionamentos em vendas

Não critique, não julgue, não condene. Seja uma pessoa otimista, alegre e de bem com a vida, do tipo que as pessoas querem içar juntas. Se não tiver nada de bom para falar de uma determinada pessoa, simplesmente não diga nada.


Aceitação, esse é um dos desejos mais profundos do ser humano as pessoas querem se sentir aceitas do jeito que elas são, sem julgamentos ou críticas. Você expressa aceitação sorrindo, sendo caloroso e gentil.


Aprovação, isso vai além de aceitar, e vai ao encontra das necessidades humanas de ser reconhecido e aprovado, ao procurar constantemente maneiras de elogiar e aprovar os outros, você sempre será bem vindo em qualquer lugar.


Agradecimento. Sempre que você agradece alguém com um Muito Obrigado, a autoestima dela sobe e a faz sentir-se importante. Você deve ter o hábito de agradecer a tudo e a todos, utilizando continuamente a palavra Obrigado em seu dia a dia.


Elogio, se ver alguém que faz algo digno de um elogio, não se esqueça de elogiar. Abraham Lincoln disse “Todo mundo gosta de ser elogiado, elogio é o alimento da alma”.


Concordância, os clientes gostam de vendedores os quais concordem com eles e não aqueles que brigam com eles. Nunca se deve discutir com um cliente, mesmo que você tenha razão, o cliente não irá gostar de ouvir do vendedor que está errado, é melhor ficar calado do que chatear o cliente.


Você quer ser feliz ou ter razão?
Concentração focada no cliente. O simples fato de ouvir com atenção é uma maneira de demonstrar admiração ao cliente, isso quebra a resistência e o cliente percebe que você está interessado em ajudar e não apenas em vender e por sua comissão no bolso. Melhore a forma como se relaciona com o mundo e as vendas melhorarão imediatamente. 
Fonte: Livro Como fazer amigos e influenciar pessoas – Dale Carnegie


Ação Positiva


"A necessidade cada vez mais aguda de ruído só se explica pela necessidade de sufocar alguma coisa." Konrad Lorenz

Certa Seguros
Av.Getulio Vargas 1403N Sala 201
Ed.Don Ricardo
Centro, Chapecó/SC
certa@certacorretoradeseguros.com.br
(49)3321-1100




Veja também

Mensageiro Seguro 100705/07/19 Susep vai facilitar comparação de Previdência Privada Dois bancos oferecem planos de previdência privada com características semelhantes, mas aquele que conta com o fundo de melhor rentabilidade acaba sendo menos atrativo para o investidor que pretende transformar o patrimônio acumulado em uma renda vitalícia. Neste exemplo real, a diferença dos valores a......
Mensageiro Seguro 106621/08 Ano XIV – 21/08/2020 - Edição 1.066 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara Braghini Leia nesta edição do Mensageiro......
Mensageiro Seguro 99512/04/19 Previdência privada, poupança ou investimento? Assessor de investimentos auxilia e explica a melhor opção para quem está pensando em garantir a renda para aposentadoria. O planejamento da aposentadoria é algo......

Voltar para Blog