topo

Postado em 30 de Agosto às 16h45

Mensageiro Seguro 1015

Institucional (65)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Insumo do consumo O poder está cada vez mais disperso. E a capacidade das pessoas de se informar e se organizar continuará crescendo. O velho slogan "power to...

Insumo do consumo

O poder está cada vez mais disperso. E a capacidade das pessoas de se informar e se organizar continuará crescendo. O velho slogan "power to the people" nunca foi tão novo. Ele impacta a política, mas também a economia em seu conceito mais básico: a oferta e a procura. Poder para as pessoas significa poder para os consumidores.
A rápida transição do consumidor passivo do século 20 para o consumidor ativo do século 21 é uma das evoluções mais importantes dessa era de revoluções. Estamos cada vez mais longe da máxima atribuída a Henry Ford sobre o lançamento do automóvel: "Se eu tivesse perguntado aos consumidores o que queriam, eles teriam respondido: 'Cavalos mais rápidos'".
Hoje os consumidores estão bem mais informados e exigentes. E são cada vez mais ouvidos. Criar canais adequados para esse diálogo, processá-lo de forma inteligente e produtiva e responder com rapidez e correção é uma das ferramentas mais ricas da nova gestão. Fico feliz toda vez que compro algo e recebo logo um e-mail de avaliação da empresa que o vendeu.
O novo consumidor nasceu da abundância de canais de consumo, informação e comunicação da nova ordem mundial. Ele tem diante de si ofertas quase infinitas que pode comprar e receber como, onde e quando quiser.
Mas a força do consumidor não deve ser a fraqueza do vendedor. É preciso entrar do lado certo nessa equação. As mesmas ferramentas que empoderam o consumidor também ajudam as empresas a compreendê-lo e alcançá-lo. As redes sociais são armas de pressão e também oportunidades de venda, comunicação e coleta de dados.
Pesquisa da McKinsey com 22 mil pessoas em 26 países consolidou cinco características básicas dos hábitos desses novos consumidores:
1) Procuram descontos e promoções ativamente – na média global, 44% disseram buscar reduções de preço; no Brasil, passam de 70%. 2) São leais a marcas desde que o preço seja justo –para isso, procuram descontos em diferentes canais de compra e, não encontrando, podem abandoná-las. 3) Quando trocam marcas mais caras por mais baratas, tendem a não voltar a consumi-las. 4) Gostam de esbanjar seletivamente e podem manter a compra de produtos mais caros se as marcas os convencerem de que valem o gasto extra. 5) Compram em diferentes canais e usam assiduamente internet e lojas de desconto.
Processando os dados da pesquisa, a McKinsey traçou considerações às empresas: 1) Justifique seu preço – diante de tantas opções, as marcas devem dar motivos claros para o consumidor optar por elas, e não por produtos mais baratos. 2) Evite o meio da escala de preços –é melhor ter opções acima ou abaixo da média e, se possível, uma escada dentro do portfólio para o consumidor optar. 3) Entenda os aumentos de receita –invista na análise das estratégias e promoções de venda mais efetivas e espalhe as lições pela companhia. 4) Tenha clareza sobre o público-alvo e o que o motiva a consumir seu produto ou os da concorrência – esqueça o consumidor genérico e segmente públicos e ações. 5) Garanta a oferta do produto e a consistência de preços estruturando seus canais para maximizar alcance e minimizar conflitos entre eles, dando ênfase aos canais de maior crescimento.
Esses são alguns dos caminhos que se abrem entre a sua empresa e o novo consumidor. Não há insumo mais importante que esse. Se o cliente sempre foi rei, ele ganhou majestade. Nizan Guanaes - Publicitário

As empresas mais antigas em funcionamento


Sem dúvida as startups vieram dinamizar o mercado, mas será que justificam toda a atenção que recebem, sobretudo quando sabemos que 90% delas terminam em falência antes ainda de chegar à idade adulta? Porque não olhar para aquelas empresas que andam a ganhar dinheiro há mais de 300, 500, 1000 anos? Podem ser micro, pequenas, médias ou muito grandes. O tamanho pouco importa – apenas o fato de existirem há muitos, muitos anos.
Empresas mais antigas do Brasil em funcionamento: 1663 – Correios – surgiu como Correio-Mor, em 1969 virou ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos); 1694 – Casa da Moeda –está vinculada ao Ministério da Fazenda; 1808 – Banco do Brasil; 1835 – Mongeral – 1ª iniciativa de previdência social no país; 1846 – Ypioca – aguardente; 1870 – Universidade Mackenzie – chamava-se inicialmente Escola Americana; 1872 – Cedro e Cachoeira – Companhia de Fiação e Tecidos; 1875 – O Estado de São Paulo – jornal nascido como A Província de São Paulo; 1880 – Hering – surgiu como Trikotwaren Fabrik Gerbruder Hering; 1882 – Karsten – surgiu como Tecelagem Roeder, Karsten & Hadlich; 1891 – Santanense – Companhia de Tecidos (pertence à Coteminas desde 2004); 1892 – Drogaria Pacheco – Pacheco & Co.; 1896 – Bayer no Brasil – ano de início da representação da empresa alemã no nosso país; 1910 – Elekeiroz – surgiu no laboratório Queiroz Moura e Companhia, - pertence ao Grupo Itaúsa desde 1986.
Empresas mais antigas do mundo em funcionamento: 578 – Kongo Gumi – Japão – construção de templos; 705 – Nisiyama Onsen Kelunkan – Japão – hotel; 717 – Koman – Japão – hotel; 718 – Hoshi Ryokan – Japão – hotel; 771 – Genda Shigyo – Japão – sacolas; 803 – Stifttskeller St. Peter – Áustria – restaurante; 862 – Staffeiter Hof – Alemanha – vinho; 885 – Tanaka-Iga – Japão – produtos religiosos; 900 – Sean’s Bar – Irlanda – bar; 953 – The Bingley Arms – Reino Unido – bar; 970 – Nakamura Shaji – Japão – construção; 1000 – Chateau de Goulaine – França – vinho; 1000 – Marinelli Bell Foundry – Itália – fundição de sinos; 1000 – Ichimonjiya Wasuke – Japão – confecção; 1009 – Sakan Ryokan – Japão – hotel; 1024 – Shumiya – Japão – produtos religiosos; 1040 – Weihenstephen – Alemanha – cervejaria; 1050 – Weltenburger – Alemanha – cervejaria ; 1068 – Otterton Mill – Reino Unido – moinho; 1074 – Affligem – Bélgica – cervejaria. Fonte: Exame.com e Wikipedia.com.

Seguradora Lider lança vídeos para web

A Seguradora Líder lançou, no dia 26 de agosto, o projeto "3 Segundos”, que explica, de forma didática, uma regra que salva vidas: a regra dos 3 segundos.
A regra diz que basta esperar que o veículo da frente passe por um ponto referencial, contar 3 segundos e verificar se você está a essa distância dele. Caso positivo, você está a uma distância segura para frear a tempo e evitar uma colisão. Isso porque o nosso cérebro precisa de 1,5 segundo para perceber o perigo e mais 1,5 segundo para reagir e o carro frear.
Para explicar e difundir essa regra para toda a população brasileira, foram produzidos 10 vídeos curtos, comparando, de forma divertida, os 3 segundos do trânsito com atividades do dia a dia que não podem ser executadas nesse mesmo tempo. Por exemplo: não é possível cozinhar um macarrão instantâneo em 3 segundos, mas é possível salvar vidas no trânsito.
Os filmes tem como público-alvo principal jovens entre 18 e 34 anos, a parcela da população que mais se acidenta, de acordo com os números do Seguro DPVAT. No primeiro semestre de 2019, foram mais de 72 mil indenizações pagas a esse perfil de vítimas, cerca de 46% do total. Os vídeos serão exibidos nas redes sociais para pessoas com interesse específico em temas diversos, de culinária à prática de esportes. É possível conferir, ainda, todos os vídeos no site www.estamosaquiparavoce.com.br Fonte: Seguradora Líder

Aurora inaugura novo Centro de Distribuição em São Paulo


Para ampliar suas operações comerciais no Sudeste do Brasil, a Cooperativa Central Aurora Alimentos inaugurou, no dia 27 de agosto, o Centro de Distribuição e Logística de Arujá, em Guarulhos, São Paulo. O empreendimento absorveu cerca de 130 milhões de reais em investimentos, gera 300 empregos diretos e 600 terceirizados.
A solenidade inaugural foi presidida pelos diretores Mário Lanznaster (presidente), Neivor Canton (vice-presidente), Marcos Antonio Zordan (diretor de agropecuária) e Leomar Somensi (diretor comercial), além dos dirigentes das cooperativas filiadas.
O Centro começou a ser construído em 2017 e foi concluído em 2019. Ocupa um terreno com 191.542 metros quadrados de área superficial. A área total edificada é de 23.660 metros quadrados. A estrutura do Centro de Distribuição consiste de câmaras de armazenagem e distribuição refrigerada equipadas com 42 docas de carga e descarga. O pátio de manobras e estacionamento tem capacidade de 147 vagas para veículos de passeio, 140 vagas para veículos tipo VUC e VANs, 205 vagas para veículos tipo ¾ e, ainda, 105 vagas para veículos pesados e extrapesados, tais como truques, sider e carretas.
A grande capacidade instalada de armazenagem de congelados (7.036 posições), de resfriados (2.648 posições) e de armazenagem a seco (2.878 posições) permite o suprimento de 230 municípios, incluindo a região metropolitana de São Paulo e o litoral.
O CD recebe mensalmente 1.000 cargas de carretas, trazendo um volume de 25.000 toneladas de produtos acabados. Isso significa que diariamente chegam 40 carretas de produtos e, no contrafluxo, são expedidos 250 caminhões/dia de distribuição para atender mais de 25.000 clientes ativos da região. A previsão de faturamento operacional bruto é da ordem de 10 milhões de reais por dia.
De acordo com o gerente de operações da Aurora Alimentos Celso Cappellaro, a construção do CD Arujá foi estrategicamente planejada objetivando manter a qualidade dos produtos Aurora, atender aos novos volumes da demanda e melhorar ainda mais as condições operacionais e de trabalho dos colaboradores. Atenderá toda a região metropolitana de São Paulo e dará suporte às demais operações para o Sudeste.
Para construir o Centro de Distribuição e Logística de Arujá a Aurora contratou o fundo de investimentos BRL Commercial Properties Empreendimentos e Participações Ltda., de Belo Horizonte (MG), que investiu cerca de 106,5 milhões de reais nas obras de engenharia, gerenciamento do projeto e terrenos. A Aurora investiu diretamente outros 25 milhões de reais em equipamentos, móveis e utensílios para operar a nova estrutura. O Built to Suit é um contrato de locação no qual o locatário encomenda a construção de imóvel para atender às suas necessidades, sendo que cabe ao locador, construir o imóvel que será locado. A Aurora alugou o complexo por prazo de 180 meses.
Atualmente, a Aurora Alimentos mantém 4 centros de distribuição, 15 unidades armazenadoras nas plantas produtivas e 24 unidades armazenadoras juntas às unidades de venda. Fonte: MB Comunicação

Saúde
Sobrepeso e atividade física

É comum pessoas com sobrepeso dizerem que não fazem atividade física porque não podem ou porque sentem dores ou já apresentam problemas ortopédicos. Mas estas afirmações não passam de ideias equivocadas.
Mesmo estando acima do peso você pode optar pela prática esportiva como hábito em sua rotina. As atividades aeróbias, que auxiliam na perda do peso, podem ser realizadas desde que se tomem alguns cuidados para não haver sobrecargas articulares. Segundo a fisioterapeuta Rafaela Gonçalves, nesta fase são recomendáveis atividades de baixo impacto como hidroginástica, bicicleta e caminhada. “Já as atividades aeróbicas de alto impacto, como a corrida, podem sobrecarregar as articulações – joelhos, quadris e tornozelos, a coluna vertebral e a região lombar”, afirma.
Quando o objetivo é a perda de peso, é necessário paciência e determinação. Apesar dos primeiros resultados serem imperceptíveis, os benefícios à saúde são boas razões para a pessoa continuar a buscar sua meta. “Em média, em um mês, quando realizada três vezes na semana, e com alimentação equilibrada, já podem ser notadas mudanças no enrijecimento dos músculos e no sistema cardiorrespiratório”, conclui a fisioterapeuta. Fonte: Blog Abilio Diniz

Orientação segura
Como você sabe que não consegue?

Como você sabe que não consegue alcançar aquele objetivo?
Se não sabe, por que você diria isso em voz alta? Por que você se permitiria a pensar nisso? Alcançar o sucesso é duro bastante sem você duvidar de suas próprias habilidades.
É difícil ser bem sucedido. A rotina diária pode abatê-lo e convencê-lo que seu objetivo não é tão importante como você acreditava que era. É uma batalha por foco e energia, paixão e progresso.
Então, quando você for confrontado com uma escolha de acreditar ou não acreditar, você deve dar uma chance à si mesmo. Você deve acreditar que pode fazer o que parece impossivelmente louco. Não porque você tem sorte. Não porque você é esperançoso. Mas porque você sabe o quanto isso importa e quanto você deseja alcançar esse objetivo.
Você não vai parar. Você não vai considerar recuar. Vocês está comprometido até o fim. Quando você se encontrar em um momento de descrença, seja deliberado sobre lutar contra essa dúvida. Acredite em si mesmo. Aposte na sua capacidade de se comprometer. Como você sabe que não pode? Você pode. Fonte: Administradores.com

Ação Positiva

"Para cada esforço disciplinado há múltiplas recompensas." Jim Rohn

Veja também

Mensageiro Seguro 99512/04 Previdência privada, poupança ou investimento? Assessor de investimentos auxilia e explica a melhor opção para quem está pensando em garantir a renda para aposentadoria. O planejamento da aposentadoria é algo que, muitas vezes, é deixado para a última hora, ou seja, quando as pessoas já estão próximas da idade de se aposentar. E com a......
Mensageiro Seguro 101316/08 TRF proíbe a venda de seguros por associações de proteção veicular Em decisão unânime, a Quinta Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região confirmou a decisão da instâncias......
Mensageiro Seguro 102325/10 Ano XIV – 25/10/2019 - Edição 1.023 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara Braghini Leia nesta edição do Mensageiro......

Voltar para Blog