topo

Postado em 11 de Junho às 14h32

MENSAGEIRO SEGURO 1108

Institucional (143)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Mensageiro Seguro Número 1.108 – Ano XIV – 11/06/2021 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros...

Mensageiro Seguro
Número 1.108 – Ano XIV – 11/06/2021
Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda.
Edição: Samara Braghini


Leia nesta edição do Mensageiro Seguro


1. Seja o motivo!
2. Beneficiários têm dificuldades para receber DPVAT
3. Comissão Europeia propõe uma identidade digital segura para todos os europeus
4. Papel, carimbo e assinatura são comorbidades da saúde pública do Brasil
5. Saúde: Cansaço X Alimentação
6. Orientação segura: Visite seu porão
7. Ação Positiva


Seja o motivo!

Muitas pessoas ficam esperando que outras pessoas as motivem. Vão morrer esperando! É impossível motivar alguém. Só a própria pessoa é capaz de se motivar. Por quê? Porque só ela é capaz de encontrar seus motivos para viver, para trabalhar, para fazer ou deixar de fazer.

Há pessoas que confundem motivação com emoção. Há pessoas que não entendem que, sendo o ser humano um ser racional, a motivação precisa ser encontrada pela razão e assumida com paixão e emoção. Mas a razão deve comandar o processo. É por isso que só pessoas motivadas podem vencer. Elas vencem porque sabem a razão, os porquês, os motivos de sua ação.

E uma pessoa realmente motivada sabe que a vida não é fácil, que há momentos em que é preciso redobrar a análise e o uso da razão e retomar a consciência dos motivos que conduzem a nossa vida. Nas dificuldades, é que conhecemos uma pessoa realmente motivada. Ela domina a sua vontade de desistir, de reclamar, de ter dó de si própria e, através da razão, entende que sempre haverá dificuldades e que elas só serão vencidas com esforço e comprometimento. Ela não fica esperando que alguém a motive. Ela própria busca, pela razão, novos motivos para continuar lutando e parte para a ação, com total domínio da vontade.

É fácil? Claro que não! Mas essa é a grande diferença entre o ser humano e os outros animais irracionais. O ser humano é capaz de encontrar os verdadeiros motivos para a sua ação em vez de agir somente com base em instintos e reações.

O ser humano, com o seu maior atributo – a liberdade – tem autonomia para decidir os motivos de sua vida, de entender que o que é transitório e o que é permanente e definitivo e fazer as opções que julgar as melhores para si próprio, assumindo as conseqüências de suas decisões livres.

E os verdadeiros motivados são aqueles, que fizeram a opção pelos valores permanentes da ética, da honestidade, do respeito às pessoas. São os que cuidam de sua saúde e segurança. São os que valorizam a família, os amigos, e tudo o mais que o dinheiro não consegue comprar. Esses entenderam com profundidade o sentido da verdadeira motivação. E você? Pense nisso. SUCESSO! Professor Luiz Marins – antropólogo, consultor de empresas.

Beneficiários têm dificuldades para receber DPVAT

A orientação é que o processo seja feito pelo aplicativo, mas ele não funciona muito bem segundo quem precisa.

Mateus e Simone estão enfrentando com dificuldades para dar entrada no DPVAT. “Meu acidente foi no dia 26 de fevereiro e depois de um tempo eu dei entrada no DPVAT, até então o processo está em andamento, então está nesse atraso aí”, disse Mateus.

A Caixa Econômica Federal assumiu, no começo do ano, a gestão dos recursos e pagamentos do DPVAT, depois de firmar contrato com a Superintendência de Seguros Privados, autarquia ligada ao Ministério da Economia que regula o mercado de seguros.

Simone disse que depois que foi para a Caixa, ela que é despachante, não tem retorno dos casos que ela representa: “todos os acidentes ocorridos em 2021, temos duas formas de dar entrada no DPVAT, ou pelo aplicativo da Caixa, no celular da vítima, ou entregando o processo na agência, o que é o caso desses aqui, com procuração. Só que nenhuma dessas formas não funciona, então em 2021 não teve ninguém que conseguiu receber o DPVAT.”

Acidentes ocorridos até 31 de dezembro do ano passado, independentemente da data de aviso, permanecem sob responsabilidade da Seguradora Líder, que até então era gestora do seguro. A Caixa toma conta dos casos que aconteceram esse ano.

A orientação é que o processo seja feito pelo aplicativo, mas ele não está funcionando muito bem. “Eu tento entrar no aplicativo, tento registrar e não consigo, porque trava. Eu já tirei foto com documento e nada, não consigo ter acesso. Eu entro na internet normal, é falha no aplicativo mesmo.” Quem não consegue trabalhar tem pressa para receber. “sempre procuro saber da Simone e sempre está em análise, sempre está atrasado.”

Conforme Simone, ir à agência da Caixa não tem resolvido. “Conseguimos vir até a agência, e consegui dar entrada em cinco processos, inclusive o do Mateus, só que não tem resposta”. Outros pedidos do DPVAT foram feitos pelo aplicativo, que pede para procurar uma agência. “Só que a gente chega na agência e não tem atendimento. Não tem quem resolve, muitas vezes o nosso cliente está acamado, com amputação de membro, está com uma lesão na coluna. Como que ele vai sair da casa dele e vir até a Caixa para regular o aplicativo”? Fonte: Informativo Gente Seguradora

Comissão Europeia propõe uma identidade
digital segura para todos os europeus


A Comissão Europeia divulgou em 3 de junho de 2021 proposta de um quadro europeu para a identidade digital, que estará disponível para todos os cidadãos, residentes e empresas da UE.

Com suas carteiras europeias de identidade digital, os cidadãos da UE poderão, carregando simplesmente um botão dos seus telefones, provar a sua identidade e partilhar documentos eletrônicos. Poderão igualmente ter acesso a serviços em linha utilizando a sua identificação digital nacional, que será reconhecida em toda a Europa.

As grandes plataformas terão, a pedido dos utilizadores, de lhes permitir utilizar as suas carteiras europeias de identidade digital para, por exemplo, provar a sua idade. A decisão de utilizar a carteira europeia de identidade digital caberá sempre ao utilizador.

Margrethe Vestager, vice-presidente executiva responsável pela pasta “Uma Europa Preparada para a Era Digital”, afirmou: “A identidade digital europeia permitir-nos-á fazer em qualquer Estado-Membro o que faríamos nosso país, seja alugar um apartamento ou abrir uma conta bancária no estrangeiro, sem custos adicionais e com menos obstáculos. E permitir-nos-á fazê-lo de forma segura e transparente, para que possamos decidir que informações queremos partilhar sobre nós próprios, com quem e com que finalidade. É uma oportunidade única para aprofundar o que significa viver na Europa e ser europeu.“

O comissário responsável pelo Mercado Interno, Thierry Breton, afirmou: “Quer tenham de contatar as administrações nacionais para apresentar uma declaração de impostos, por exemplo, ou de se inscrever numa universidade europeia, os cidadãos da UE contam não só com um elevado nível de segurança mas também de comodidade. A carteira europeia de identidade digital oferece-lhes uma nova possibilidade de armazenar e utilizar os dados necessários para obter todos os tipos de serviços, do “check-in” num aeroporto ao aluguer de um carro. Trata-se de dar aos consumidores uma possibilidade de escolha, uma escolha europeia. Uma vez que a proposta proporciona serviços de identificação seguros e de confiança, as nossas empresas europeias, grandes e pequenas, também irão beneficiar desta identidade digital, podendo alargar a gama de serviços que oferecem.

No regulamento, os Estados-Membros darão aos cidadãos e às empresas a possibilidade de utilizar carteiras digitais que permitam estabelecer ligações entre as suas identidades digitais nacionais e elementos comprovativos de outros atributos pessoais (por exemplo, carta de condução, diplomas, conta bancária). Estas carteiras poderão ser fornecidas pelas autoridades públicas ou por entidades privadas, desde que sejam reconhecidas por um Estados-Membro.

As novas carteiras europeias de identidade digital permitirão a todos os europeus aceder a serviços em linha sem terem de recorrer a métodos de identificação pessoal ou de partilhar desnecessariamente os seus dados pessoais. Graças a esta solução terão pleno controle dos dados que partilham. Fonte: Informativo AARB

Papel, carimbo e assinatura são comorbidades da saúde pública do Brasil

A prefeitura de São Paulo tomou a decisão de checar atestados médicos apresentados por pessoas que alegam comorbidades para poderem receber a vacina contra a Covid-19 prioritariamente. O objetivo, nobre em si, é evitar que documentos médicos falsos sejam utilizados para furar a fila da imunização.

Na Praça da Sé e nas demais grandes cidades brasileiras comprar um atestado médico é muito simples e banal. Em Brasília, pessoas que transitam pela rodoviária ou pelo Setor Comercial Sul são constantemente abordadas por propagandistas que anunciam a facilidade em conseguir exames admissionais e demissionais por valores bastante populares.

O problema é muito grande, sensível, de interesse público e difícil de ser contornado com as anunciadas medidas adotadas. Médicos, que juraram defender a vida e lutar por quem mais precise de saúde, estariam cedendo a esquemas de dinheiro fácil para lesar autoridades, dar direitos a quem não os merece e retirá-los dos legítimos adoentados.

Outro é a possibilidade de que carimbos e assinaturas de médicos, que podem ser facilmente reproduzidos por máquinas e estelionatários, respectivamente, venham a ser postos sobre o papel timbrado sem controle e que não oferta a possibilidade de conferir os dados do atestado.

A secretaria municipal de saúde da cidade de São Paulo, que deveria estar 100% focada na vacinação da população, vai empenhar parte da sua força de trabalho para checar papéis, carimbos e dados de documentos médicos. Não é possível, apenas pelo atestado, saber se suas informações são verdadeiras e se estas foram ou não produzidas por um médico.

Além disso, mesmo que o documento tenha sido escrito por um médico, a fragilidade do carimbo e da assinatura a caneta permitem que o profissional alegue não ser o autor do atestado, já que os falsificar é tarefa das mais fáceis. Então, qual seria a proposta de solução para o problema? Tecnologia, evidentemente.

No dia 10 de maio, durante audiência na Câmara dos Deputados, o primeiro-secretário do Conselho Federal de Medicina Hideraldo Luís Souza Cabeça disse que o Brasil possui mais de meio milhão de médicos. Desses, 57% podem emitir atestados eletrônicos assinados digitalmente com a certificação ICP-Brasil. Noutras palavras, é possível produzir documentos da área da saúde com muito mais controle, segurança técnica, validade jurídica e rastreabilidade.

O tempo gasto na conferência de atestados poderia ser reduzido dias, semanas e até meses para pouquíssimos segundos. Existe um sistema gratuito desenvolvido pelo CFM para que médicos prescrevam eletronicamente. Atestados, relatórios, laudos, pedidos de exames e receitas podem ser produzidos sem necessidade de investimentos por parte do governo, garantindo integridade, autenticidade, não-repúdio e a irretroatividade aos documentos médicos.

Está na hora de utilizarmos a tecnologia a favor de quem precisa: O médico, que quer ter a certeza de que sua assinatura não será falsificada; O paciente prioritário, que não merece ser abandonado na corrida pela vacinação; O profissional que trabalha na imunização, que precisa confiar nos documentos médicos a ele apresentados. O Brasil, que não pode ficar à mercê da burocracia, atrasado e sacrificando os guerreiros que estão na linha de frente desta batalha contra o novo Coronavírus. Por Edmar Araujo, presidente da Associação das Autoridades de Registro do Brasil (AARB).
.

Saúde: Cansaço X alimentação

Uma das queixas mais frequentes ultimamente é o cansaço, desânimo, indisposição, a fadiga. Porém, muitas vezes, a fadiga se torna um companheiro quase diário e não há nenhuma doença instalada que a justifique. Entra aí um vilão silencioso: a má alimentação. Os desbalanços nutricionais podem ocorrer sempre que deixamos de lado a busca de uma alimentação balanceada, variada e suficiente em todos os nutrientes que nosso organismo necessita para funcionar e passamos a comer apenas os alimentos com baixo valor nutricional.

Devemos ingerir quantidades adequadas de macronutrientes, como carboidratos, proteínas e lipídeos e de micronutrientes, como os minerais e as vitaminas. A oferta de todos estes nutrientes só está garantida quando nos alimentamos de todos os grupos alimentares, como os legumes e verduras, cereais, leguminosas, frutas, óleos e gorduras (as boas), carnes e ovos, leite e derivados. Respeitando as alergias e intolerâncias alimentares, não há justificativa para excluirmos grupos alimentares específicos. O que vale é o equilíbrio. Fonte: Minha Vida.com

 

Orientação segura: Visite seu porão

Até Santos Dumont provar que era possível, voar era algo fantasioso. Se voltássemos no tempo, e mostrássemos nossas imensas aeronaves, afirmando que elas não só poderiam voar como também se tornariam o meio de transporte mais seguro que existe, seríamos taxados como loucos. Coube a Santos Dumont a difícil tarefa de acreditar enquanto todos duvidavam. E essa é a história dos grandes feitos de sucesso: a disposição de acreditar sozinho, quando todos simplesmente já desistiram. Thomas Edison, Albert Einstein e dezenas de outros realizaram grandes feitos porque resolveram acreditar em seus sonhos...

Mas eu pergunto: quantos nomes e quantas outros sonhos não poderiam fazer parte desta lista, mas foram abandonados? Nunca saberemos. Mas uma coisa é certa: alguns desistiram... Alguns ouviram vozes que diziam não ser possível e por isso, deixaram em seu porão a possibilidade de realizar feitos que entrariam para nossa história.

Assim são os sonhos: a maior parte das pessoas optam por guardá-los no armário de casa. Do armário vão para a garagem, da garagem para o porão, e lá são esquecidos e definitivamente abandonados. Essas pessoas farão uma visita ao porão em algum momento da vida: talvez um momento em que pareça ser tarde demais para recuperar os sonhos que lá se encontram e trazê-los de volta, e então encontrarão mais um motivo para não realizá-los: "agora estou velho demais para isso". Mais uma desculpa como as tantas outras que foram aparecendo ao longo da vida para justificar a inanição.

E agora? O que você vai fazer? Trancar o porão e deixar tudo como está, ou levará estes "sonhos" para cima e descobrir que lá espera a única pessoa que sempre irá te apoiar incondicionalmente daqui em diante? Se você decidir levar adiante esses sonhos, encontrará a única pessoa capaz de realizá-los: VOCÊ MESMO !

Antes de mandar os sonhos para o porão, lembre-se sempre que concentrar em si mesmo todas suas energias é essencial para nunca desistir, afinal águias voam sozinhas, corvos voam em bandos. O maior erro que é acreditar que outras pessoas podem ser responsáveis pelo nosso fracasso ou sucesso. Acreditar em si mesmo é essencial para realizar os grandes feitos da vida. Quando tiver esta certeza, visite o seu porão e saia de lá com todos os seus sonhos, pronto para realizá-los, afinal não importa qual sua idade, você ainda é jovem demais para desistir.
Mauricio Louzada – palestrante

Ação Positiva

"Homem algum, por mais conhecimentos que tenha, pode ser chamado de culto enquanto existir uma brecha entre seu saber e seu modo de viver."
S. C. Powys

 

Certa Seguros
Avenida Getulio Vargas 1403N Sala 201
Ed. Don Ricardo
Centro, Chapecó/SC
certa@certacorretoradeseguros.com.br
(49)3321-1100

Veja também

Mensageiro Seguro 102404/11/19 Ano XIV – 01/11/2019 - Edição 1.024 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara Braghini Leia nesta edição do Mensageiro Seguro 1. O poder da gratidão. 2. Forbes elege a maior seguradora do mundo. 3. O futuro da transformação digital no ambiente de......
Mensageiro Seguro 106804/09/20 Ano XIV – 04/09/2020 - Edição 1.068 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara Braghini Leia nesta edição do Mensageiro......
MENSAGEIRO SEGURO 110123/04 Mensageiro Seguro Número 1.101 – Ano XIV – 23/04/2021 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara Braghini Leia nesta edição do Mensageiro......

Voltar para Blog