topo

Postado em 18 de Setembro às 14h05

Mensageiro Seguro 1070

Institucional (96)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Ano XIV – 18/09/2020 - Edição 1.070 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara...

Ano XIV – 18/09/2020 - Edição 1.070
Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda.

Edição: Samara Braghini

Leia nesta edição do Mensageiro Seguro

1.Razões para viver.
2.Seguros de vida garantem ajuda financeira em caso acidentes.
3.Seguro e Rastreamento de veículos: entenda as diferenças.
4.A tecnologia da Certificação Digital a favor dos empresários.
5.Saúde: Colesterol alto.
6.Orientação segura: Crie a sua própria realidade.
7.Ação Positiva.

Razões para viver

Precisamos criar a cultura do acolhimento e resgatar o melhor da nossa humanidade para evitar que o suicídio continue crescendo, inclusive entre jovens, crianças e idosos.
O suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, segundo a Organização Mundial da Saúde. E este número é elevado também entre as crianças! A cada ano cerca de 800 mil pessoas acabam com suas vidas no mundo, o que equivale a uma morte a cada 40 segundos.

Viktor Frankl, o célebre médico psiquiatra austríaco fundador da logoterapia – a terapia centrada no sentido, definia o homem como um ser que sempre aponta para além de si mesmo, em busca permanente de sentido. Em 1930, com apenas 25 anos de idade, criou o Centro de Assistência a Jovens Suicidas. O que ele chamou de síndrome da falta de sentido, marcada pelo sentimento de angústia e de profundo vazio existencial, inicialmente foi considerada um efeito colateral do pós-guerra. No entanto, tornou-se ainda mais presente e acentuada nos dias atuais, como uma espécie de ferida aberta em nossa “sociedade do espetáculo”.

E um de seus mais tristes aspectos é que o suicídio entre jovens vem aumentando de forma impressionante no mundo todo, enquanto cresce também entre as pessoas da terceira idade, inclusive no Brasil. Em linhas gerais, nós nos afastamos da natureza e de seus ciclos reguladores; criamos uma sociedade toda baseada no poder de consumo e no prazer imediato como valores máximos; imprimimos um ritmo insano às nossas atividades; cultivamos relacionamentos fluidos e superficiais; perdemos a conexão com nossos valores e nos prendemos apenas ao que é imediato.

As causas do suicídio são múltiplas e complexas. Muitos jovens, por exemplo, acham que dor, sofrimento e frustração não fazem parte do “cardápio” da vida (vale aqui pensar qual tem sido a nossa responsabilidade nisto). Se sofrem, então sua vida não é boa. Comparam-se com o que observam pelas mídias sociais, onde todos parecem mais felizes do que eles. A mídias sociais, a propósito, são um capítulo e um cuidado a parte. A vida virtual do outro, fotoshopada, editada e produzida, vai sempre parecer muito melhor que a minha vida real – com suas complexidades, paradoxos e limites.

Prevenir o suicídio, portanto, é uma missão com múltiplos caminhos e negar a complexidade do momento atual não deve ser um deles. Estamos sim, atravessando momentos complicados, sujeitos a um modelo de sociedade que já não nos serve, enfrentando problemas de difícil e demorada solução, sentindo dores e angústias para as quais não encontraremos respostas nem capacidade de superação sem os recursos de nossa dimensão noética.

É pela nossa dimensão noética que nos tornamos capazes de transcender nossas limitações biológicas, nossos condicionamentos psicológicos e nossos horizontes sociais, dirigindo-nos a razões fora de nós mesmos para encontrar o sentido em tudo o que vivemos, seja qual for a situação, inclusive naquelas em que já não existe a possibilidade de mudar o contexto, restando-nos apenas a liberdade última: a de escolher a forma como nos posicionaremos e como reagiremos ao que nos acontece.

Prevenir o suicídio não é evitar que pessoas sofram, mas criar uma cultura de acolhimento. É acionar em nós e ajudar que elas acionem também em si a sua dimensão noética ou, e que sejam capazes de perceber o próprio valor, abraçar a própria história, acolher sua vulnerabilidade e enxergar beleza na vida, com seus ciclos, seus altos e baixos, seus ganhos e perdas. Mas, como? Acolhendo o outro, com extremo respeito à sua singularidade. Ouvindo as pessoas de forma empática e realmente interessada. Promovendo momentos de encontro real. Estando atentos quando períodos de tristeza se prolongarem mais do que o normal naqueles que convivem conosco.

Vemos o suicídio como um ato extremo, mas deveríamos pensar nele como um processo que se desenha no transcorrer do tempo, de forma mais ou menos silenciosa, mas quase sempre emitindo alguns sinais. Valorizar a vida e prevenir o suicídio é um projeto de amor que se executa no dia a dia. Estatísticas demonstram que, se realmente existem aqueles casos em que nada poderia ser feito, na grande parte dos casos, o suicídio poderia ter sido evitado, pois estavam associados a patologias de ordem mental diagnosticáveis e tratáveis. Mas, para isso, precisamos ter olhos de ver o outro, precisamos exercitar a presença em nossas relações.
César Augusto Tulio Tucci – Administrador, empreendedor, palestrante, educador corporativo e Coach

Seguros de vida garantem ajuda financeira em caso acidentes

Com o objetivo de informar as pessoas sobre conceitos de seguro, o Seguro Cast, programa da Rádio CNseg teve a participação de Carlos de Paula, diretor executivo da Fenaprevi para falar sobre seguro de pessoas. Ele explicou que as pessoas estão sujeitas a eventos inesperados no seu dia a dia como desemprego, acidentes, doenças graves, ou mesmo falecimento. “O seguro de pessoas garante o pagamento de indenização ao segurado ou seus beneficiários na ocorrência de um desses eventos cobertos na apólice de seguros”, explicou.

O executivo destacou ainda que o seguro de vida e acidentes pessoais são exemplos de seguro de pessoas. “O mercado de seguros oferece uma gama de soluções para proteção por meio de seguro de vida, acidentes, invalidez permanente por meio de acidente, doença graves, educacional, prestamista, seguro funeral, entre outras opções”, disse.

De Paula lembra que a contratação do seguro de pessoas oferece proteção para a família e tranquilidade para o segurado, garantindo aos beneficiários uma cobertura em caso de evento inesperado. “O beneficiário ou o próprio segurado contará com o valor da indenização”, ressaltou. Ele destacou também que o próprio segurado pode ser beneficiado com a indenização em caso de invalidez ou doença graves. “A indenização permitirá a manutenção financeira do segurado caso fique impedido de trabalhar; a cobertura de doença graves permite o custeio de tratamento de reabilitação, compra de medicamentos, pagamento de cirurgias, acesso a tratamento fora do país, tudo dependendo do valor contratado e das condições da apólice”.

Destacou ainda que a decisão de fazer o seguro de pessoas reflete um momento singular de educação financeira, securitária e previdenciária para a proteção do segurado e sua família, “garantindo tranquilidade”. O executivo ressaltou ainda que o consumidor deve ter clareza de suas necessidades já que o seguro de pessoas é vasto.

“De acordo com o momento econômico que a pessoa atravessa, ela deve avaliar as proteções que ele precisa, por isso, consultar o seu corretor de seguros e escolher uma seguradora autorizada pela Susep”, sintetizou. Fonte: Segs

Seguro e Rastreamento de veículos: entenda as diferenças

Ao comprar um carro ou uma moto, uma dúvida muito frequente é em relação à proteção contra furto ou roubo. No mercado, existem dois serviços similares, porém com alguns quesitos que os diferem: são eles os serviços de rastreamento e o seguro convencional.

Para esclarecer algumas dúvidas comuns dos consumidores, Patricia Jardim, diretora-geral da empresa Dr. Localiza, especialista em rastreamento de veículos ressalta que é preciso saber as diferenças entres essas opções. “O seguro de automóvel garante cobertura para determinados riscos, como furto, roubo, colisão, danos a terceiros e outros. Já as empresas de rastreamento oferecem o serviço de monitoramento por meio de um aparelho instalado no veículo, que funciona 24 horas por dia. Em caso de furto, uma equipe é acionada para recuperar o automóvel. Essa modalidade também pode ser combinada com uma indenização caso o veículo não seja encontrado”, explica.

Na prática: O seguro cobre custos com acidentes, roubos, serviços de manutenção e assistência para o veículo. A seguradora não realiza a busca do automóvel roubado. O cliente faz um B.O. na polícia, que pode eventualmente encontrar o carro/moto e, em seguida, ele aciona o sinistro para receber a apólice do seguro estabelecida em contrato. Os serviços extras acabam encarecendo a modalidade, por isso, considere se vale a pena o custo-benefício.

O rastreamento de veículos monitora a localização do seu automóvel 24 horas por dia e, em caso de roubo ou furto, a equipe especialista da própria empresa é acionada para recuperar o seu veículo. Diferentemente do seguro, nessa modalidade o pagamento de multa pela não recuperação só acontece quando isso foi acordado em contrato. Essa opção costuma ser mais econômica, pois é focada em retomar o veículo e não em serviços extras.

Outros pontos também devem ser considerados: em seguradoras, não são aceitos veículos antigos (com mais de 10 anos) ou de uso para trabalho em aplicativos de corrida (táxi, Uber e outros). Também não é possível fechar contrato se houver alguma pendência financeira registrada no SPC ou Serasa. Já as empresas de rastreamento não possuem as restrições citadas acima e podem acolher um número maior de clientes. Fonte: Segs

A tecnologia da Certificação Digital a favor dos empresários

Entenda porquê o Certificado Digital tem se tornado um item essencial durante Pandemia de Coronavírus.

Com a expansão da internet, o Certificado Digital transformou de forma rápida, segura e menos burocrática, uma série de mecanismos, tais como: acessar sites governamentais de forma ampla, permitir informações de caráter sigiloso, fechar negócios, emitir, receber ou assinar uma demasiada relação de documentos e principalmente garantir a validade jurídica e sua identidade no ambiente digital. Ele veio para substituir a necessidade de estar fisicamente em algum lugar, para uma simples assinatura de documento.

Em tempos de pandemia, com uma extensa crise na saúde pública e econômica, os empresários passaram a adotar medidas, para evitar o avanço do novo Coronavírus e preservar a saúde. Uma delas foi incluir o isolamento social, no qual diversas atividades de cunho profissional, jurídicas ou financeiras, passaram a ser executadas única e exclusivamente pela internet, e de casa. Desta forma, a compreensão da grande importância do Certificado Digital chega para ajudar a eliminar os procedimentos manuais, minimizando os efeitos negativos sobre a interação social e comercial.

Com a publicação Decreto nº 10.278 em março de 2020, que trata da regulamentação do artigo 3º da Lei da Liberdade Econômica, os documentos que estão no meio digital e forem assinados por meio de certificação digital, passaram a produzir o mesmo efeito legal de documentos físicos ou originais e assinados com autenticação cartorária.

Tanto as pessoas físicas quanto as pessoas jurídicas podem utilizar o certificado digital.

Valendo-se dessas prerrogativas, no âmbito empresarial, ele trouxe uma série de benefícios e facilidades no dia-a-dia do empresário. O e-CNPJ como é conhecido, viabiliza a autenticação em sistemas públicos ou privados em nome da empresa. O recurso torna possível assinar documentos com validade jurídica, comunicar-se com a Receita Federal Brasileira, acessar ao programa Conectividade Social, emitir a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e), cumprir obrigações tributárias, entre outras aplicações.

Embora algumas empresas, permaneçam com as portas fechadas, a obrigação de realizar a entrega de dados e documentos a Receita Federal, estadual e municipal continuam. Ou seja, aquele empresário que não estiver com um certificado digital válido, não conseguirá remeter as suas informações contábeis e acessórias ao fisco no prazo estipulado, acarretando multas.

Para obter o seu certificado digital, a pessoa física ou jurídica deve direcionar-se a uma empresa ou entidade que seja credenciada e obedeça aos padrões da ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira), conhecida como Autoridade de Registro, onde o Agente poderá auxiliar na escolha do melhor modelo para realizar a emissão. Fonte: AARB Notícias

Saúde: Colesterol alto

O colesterol é uma molécula de gordura que exerce um papel fundamental no nosso organismo. É ele que compõe membranas celulares e produz hormônios, como vitamina D, testosterona, cortisol e ácidos biliares, indispensáveis no processo de digestão de lipídios. O prejudicial está no excesso dessa substância, ou seja, o colesterol alto.

Apesar do que muitos acreditam, existe tanto o tipo bom quanto o ruim. Em ambos os casos, ele sempre é verificado em check-ups de rotina, porque ter um colesterol alto é um problema de saúde bastante comum. Afinal, esse lipídio pode ser adquirido de duas formas: por meio da alimentação e pela síntese do próprio organismo, realizada pelo fígado.

Ao contrário do que muitos pensam a maior parte do colesterol é produzida com taxas que chegam a 70% da quantidade presente no corpo. No entanto, uma alimentação gordurosa, ou mesmo rica em bebidas alcoólicas, também estimula o fígado a aumentar essa produção, o que torna o cuidado com a dieta algo necessário para não desenvolver o problema.

Geralmente a má alimentação desencadeia o sobrepeso, obesidade, diabetes e outras doenças muito relacionadas ao colesterol alto. Entretanto, atenção: mesmo pessoas com um peso adequado podem desenvolver esse problema.

Junto com uma alimentação inadequada, outra questão que contribui com o colesterol alto e que está relacionada ao nosso estilo de vida, é o sedentarismo. A falta de atividades físicas contribui amplamente para que esse problema surja e se agrave.

Existem, também, outros fatores de riscos significantes para o aparecimento desse problema, que é o caso do histórico familiar. Caso alguém da sua família tenha colesterol alto, as chances de que você venha a desenvolvê-lo são bem maiores. Nesse caso, é preciso ter um cuidado redobrado com seu estilo de vida para diminuir os riscos. Fonte: Folha do Litoral

Orientação segura: Crie a sua própria realidade

Para alguns o termo criar sua própria realidade pode parecer algo fora do comum. Afinal, ter o poder de criar sua vida, da maneira que você intenciona, é algo forte e para alguns inimaginável. Na maioria das vezes, nem sequer questionamos uma outra forma de viver, a não ser por pequenos detalhes, às vezes, meramente materiais. Fomos condicionados a pensar que não temos opções na vida, e as opções que se apresentam normalmente são meramente práticas, instituídas dentro de uma convicção única, de um único caminho. Acreditamos que a opção de vida verdadeira chegará na tão sonhada aposentadoria ou que precisamos ser milionários para ter acesso às opções. E assim começamos uma corrida desenfreada, dormente e muitas vezes sofrível em busca de chegar a um dos dois caminhos.

Apesar destes caminhos serem válidos e percorridos por milhares de pessoas, minha inquietação reside em ter que postergar o que deve ser vivido agora. A cada minuto uma pessoa se vai, e estamos todos na mesma fila, não sabemos quem será o próximo, não podemos sair da fila nem trocar de vez e não levaremos nada ao irmos para o outro lado. Com base nessa grande verdade que a vida nos dá, pergunto: por que não questionar o convencional, que hoje é dirigido pelas mãos do interesse financeiro, e pensar em como criar sua própria realidade, escolhendo o que realmente o realiza e contribui para sua caminhada aqui e para que você esteja pronto para ir para o outro lado quando chegar a sua vez? Fonte: Eu sem fronteiras

Ação Positiva

“O segredo para fazer os sonhos se tornarem realidade pode ser resumido em quatro C?s: Curiosidade, Confiança, Coragem e Constância, e o maior de todos esses é a Confiança”. Walt Disney

Certa Seguros
Av.Getulio Vargas 1403N Sala 201
Ed.Don Ricardo
Centro, Chapecó/SC
certa@certacorretoradeseguros.com.br
(49)3321-1100

Veja também

Mensageiro Seguro 954 23/08/18 O quanto as escolhas afetam nossas vidas?                   Na vida a gente não consegue fugir das escolhas. Se eu lhe dissesse: “Fulano, escolha”. E, você me respondesse: “Eu, não quero escolher”. Assim mesmo você teria feito uma escolha, não é verdade? Não......
Mensageiro Seguro 96329/08/18 O liderado é reflexo do seu líder O tema liderança está presente em todas as organizações e desde os primórdios, ao longo da história humana, vários líderes surgiram: alguns......
Mensageiro Seguro 98822/02/19 Seguro auto: o que fazer após uma colisão Durante o verão, muitas pessoas pegam estrada para viajar nas estradas federais. Segundo dados do Observatório Nacional de Segurança Viária, divulgado em 2018, os......

Voltar para Blog