topo

Postado em 23 de Agosto às 17h00

Mensageiro Seguro 1014

Institucional (68)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Uso de tecnologias nas obras reduz tempo de aluguel pago pelo consumidor O uso de tecnologia e processos industrializados na construção civil tem possibilitado...

Uso de tecnologias nas obras reduz tempo de aluguel pago pelo consumidor

O uso de tecnologia e processos industrializados na construção civil tem possibilitado mais agilidade na realização do sonho da casa própria, que ainda é o principal desejo de 52% dos brasileiros, segundo pesquisa realizada, em 2019, pela startup MindMiners. Mais que um desejo, é uma necessidade também. O déficit habitacional atinge 429 mil pessoas em Goiás. A maioria desse contingente, 71%, paga aluguel. Os dados são do Instituto Mauro Borges.
Graças a tecnologia, quem precisa sair do aluguel aguarda menos tempo para receber a casa própria. Com a entrega da primeira etapa, com 496 apartamentos, feita com seis meses de antecedência do prazo estipulado em contrato, o Residencial Porto Dourado I, que está sendo construído em Goiânia pelo Grupo Toctao, é um exemplo de obra que conseguiu aliar qualidade, economia e redução de tempo de execução por meio do uso de processos construtivos inovadores. A obra está inserida no Programa Minha Casa Minha Vida.
Um dos motivos foi a adoção das paredes de concreto, técnica tem se destacado na indústria da construção por ser um sistema construtivo em que a estrutura e o sistema de vedação das paredes internas e externas são formadas por um único elemento moldado no local. Ou seja, ao invés de serem feitos os pilares e vigas, e depois, o fechamento das paredes em alvenaria em bloco cerâmico e argamassa, as paredes de concreto cumprem as duas funções. “O processo é uma tendência por sua velocidade e padronização da produção”, explica o engenheiro residente da obra Uekislei Gomes.
De acordo com Uekislei Gomes, engenheiro responsável pela obra, a técnica tem se destacado na indústria da construção por ser um sistema construtivo em que a estrutura e a vedação das paredes são formadas por um único elemento e moldada no local. “É uma tecnologia que permite fazermos um planejamento completo e detalhado das etapas da obra. Nesse caso, a parede de concreto tem vantagem por ser feita dentro da obra, o que possibilita um maior controle da produção, portanto, uma otimização de custos”, destacou Gomes ao lembrar que a qualidade final de uma obra está ligada também aos materiais e insumos que são utilizados na edificação.
Após executada a fundação, o primeiro passo para sua execução é a armação e elétrica das paredes. No dia seguinte é feita a montagem das formas das paredes, formas das lajes e elétrica das lajes e concretagem, após 12 horas, já é realizada retira das formas (desforma), com esse sistema e conjunto de equipamentos adquiridos pela obra, é possível executar dois pavimentos por dia ou seja 8 apartamentos por dia. De acordo com o engenheiro responsável pela obra do Residencial Porto Dourado, Uekislei Gomes, se essa mesma obra fosse realizada em estrutura convencional ou alvenaria Estrutural iria demandar o dobro de colaboradores para a etapa de estrutura ou implicaria em aproximadamente 6 meses a mais no prazo final.
Segundo o professor doutor em engenharia civil, Oswaldo Cascudo, coordenador da Comunidade da Construção, o sistema Parede de Concreto, é um processo bem difundido e consolidado fora do País, sendo utilizado no Brasil muito mais em habitações de interesse social. Porém ele percebe uma tendência de mudança e ampliação do uso do sistema. “Em outros países o Paredes de Concreto é utilizado em obras até de alto padrão e em pouco tempo isso também vai ser disseminado em todo Brasil”, declara.
De acordo com Uekislei Gomes, engenheiro responsável pela obra do Residencial Porto Dourado, com a Parede de Concreto, é possível garantir a qualidade pelo uso de formas com precisão nas dimensões, a quantidade exata dos insumos, aço (barras e telas) e concreto. “É uma atividade planejada e não artesanal, o que diminui as chances de erro”, explica o engenheiro do Grupo Toctao, ao acrescentar que o concreto utilizado nesta obra é denominado (CAA) concreto auto-adensável e traz a vantagem de ter uma maior trabalhabilidade, que evita possíveis falhas nas concretagens. Para garantir a qualidade, a empresa instalou no canteiro de obras um laboratório de concreto para verificação da qualidade do concreto. O trabalho de validação da resistência do concreto é feito por um especialista diariamente. Fonte: Segs

Quais as competências necessárias para ser um bom líder?


A liderança pode ser uma característica nata, que aparece já durante a infância e se manifesta até mesmo nas pequenas coisas, como na escolha das brincadeiras entre amigos ou ao ser aquele que media os demais. Já na fase adulta é fácil encontrar na família, aquele a quem os parentes costumam organizar as festas e encontros.
“Porém, àqueles que não nasceram com a habilidade podem desenvolvê-la, pois essa nada mais é do que motivar os demais na busca por um objetivo em comum”, conta Carolina Farina, especialista em liderança empreendedora feminina. Através do autoconhecimento e do desenvolvimento de habilidades, você também pode se tornar um líder.
A especialista destaca quais são as melhores qualidades para ser um bom líder:
- Saber como criticar.
- Reconhecer seus próprios erros perante a sua equipe.
- Saber quando sugerir ao invés de ordenar diretamente.
- Elogiar todos os pontos fortes.
- Esperar por excelência.
- Tornar os desafios mais fáceis.
- Tornar seus colaboradores mais satisfeitos com suas funções.
Ou seja, o feedback e inteligência emocional para lidar com diferentes comportamentos e saber compreender é essencial. Não se pode deixar esses fatores de lado no momento de aprimorar sua liderança.
“É claro, cada pessoa é diferente e age de maneiras diferentes, mas é possível chegar a um bom resultado tendo conhecimento sobre o principal”, relata Carolina. O líder gerencia pessoas, e para isso é preciso entendê-las, além de si mesmo. Fonte: Segs

Conselhos de Medicina adotarão cédulas
de identidade médica digital com ICP-Brasil


O documento de identificação dos médicos terá versão eletrônica com a segurança assegurada pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil. As definições das Cédulas de Identidade Médica - CIM foram apresentadas pelo Conselho Federal de Medicina - CFM na Portaria nº 2.233/2019, publicada na edição desta quarta-feira, 21 de agosto, do Diário Oficial da União.
A carteira de identificação profissional digital será emitida no formato de cartão em policarbonato com chip e QR code, que permitirá a validação do documento em dispositivo móvel – E-CRM pelo aplicativo do CFM, disponível nos sistemas Android e iOS. Constarão da carteira de identificação o nome, filiação, CPF, RG, data de nascimento, naturalidade, registro no Conselho Regional de Medicina, foto, assinatura, além de dados eleitorais.
O documento na versão eletrônica é válido como prova de identificação assim como o documento impresso em papel por possuir as garantias de segurança da ICP-Brasil e a validade jurídica reconhecida pela assinatura digital do CFM. A certidão E-CRM utiliza o certificado de atributo ICP-Brasil.
A atual cédula de identidade de médico, instituída pela Resolução CFM nº 1.983/2012, será gradualmente substituída e continuará válida por período indeterminado para todos os médicos que ainda não tenham providenciado nova emissão. O modelo digital da CIM deve ser solicitado pelo interessado mediante pagamento de taxa. Fonte: ITI

Governo cria nova agência reguladora para
seguros e fundos de pensão


No mesmo pacote de medidas que pretende enviar imediatamente ao Congresso transferindo o Coaf para o Banco Central e instituindo a independência do BC, o governo vai criar um novo órgão regulador.
Juntará as atribuições da Susep e da Previc. Ou seja, reunirá no mesmo órgão a regulação e fiscalização dos setores de seguros e planos de previdência. Foi batizado de Autoridade de Seguros e Previdência Complementar (ASPC). Ficará sediado no Rio de Janeiro e será presidido por Solange Vieira, a atual número 1 da Susep. Fonte: Segs

Escritórios de advocacia devem aumentar a busca por seguro de RC


É cada vez maior o número de escritórios que procuram a contratação de seguro de responsabilidade civil para a proteção das suas atividades e dos seus sócios diante de eventual prejuízo financeiro causado aos seus clientes ou terceiros. Atualmente, advogados estão assumindo cada vez mais contratos de risco por conta do momento delicado econômico e político que vive o Brasil e estes fatores devem influenciar o aumento na procura pelo seguro de RC Profissional no segundo semestre.
“O exercício da atividade jurídica, seja ela contenciosa ou consultiva, possui riscos consideráveis que lhe são inerentes e cujos efeitos atingem, direta ou indiretamente, os seus sócios. Profissionais encarregados de tomar decisões estratégicas são, por exemplo, responsáveis pelos seus atos e pelos danos causados em consequência das suas decisões”, explica Bruna Timbó, diretora executiva da LTSeg.
O seguro de Responsabilidade Civil Profissional é justamente uma das formas de mitigação de riscos, pois transfere ao mercado segurador o risco financeiro com relação aos prejuízos causados por falhas profissionais relacionadas, por exemplo, a perdas de prazo, falta de preparo de recursos, falha de correspondentes e subcontratados, prejuízos cibernéticos, direitos autorais, entre outros. O seguro pode ser utilizado ainda para remediar determinada situação, pois garante ao escritório ou profissional segurado uma verba para despesas de publicidade, ou seja, para que se contrate profissionais para contornar determinada situação reputacional.
“É preciso que os escritórios de advocacia dirijam a sua atenção à necessidade de contratação de seguros para a proteção não somente do seu patrimônio físico, mas também do seu patrimônio intelectual e contra os danos que podem causar a terceiros. Estes prejuízos são, muitas vezes, irrecuperáveis a depender do tipo de demanda tratada e podem ter consequências gravíssimas e até inviabilizar a continuidade do negócio”, afirma Bruna. Fonte: Revista Apólice

Saúde
Oniomania

Comprar aquela blusinha em promoção no shopping ou se dar de presente um sapato que há tempos está “namorando” é algo normal e, até mesmo, saudável. Afinal de contas, não tem nada demais em gostar de fazer compras de vez em quando. O grande problema é quando essa prática acontece de forma descontrolada e se torna um transtorno chamado Oniomania.
O que é a Oniomania? Essa é uma doença que atinge cerca de 3% de pessoas ao redor do mundo. Ela é marcada pelos gastos compulsivos, na maioria da vez destinados a coisas supérfluas. Segundo a psicoterapeuta Maura Albano, o consumidor compulsivo vê nessas compras uma forma de satisfação para suprir outras carências e chega a um ponto em que isso prejudica outras esferas de sua vida.
“Não há um controle em relação às compras e essa prática sempre vem acompanhada de uma ansiedade. Se a pessoa se vê diante de uma situação em que não pode adquirir algo, sofre com angústia e frustração. Esses sentimentos, assim como a culpa, também aparecem após os gastos”, explica.
Muitas vezes essa é uma doença que demora a ser identificada pelo paciente e pessoas próximas. A busca por ajuda médica acontece apenas quando o vício já acarretou diversos problemas. Por isso, a psicoterapeuta alerta para a necessidade de se observar com atenção se alguém próximo apresenta esses sinais. “Quanto mais cedo for feito o diagnóstico, menores as consequências e maiores as chances de controle”, diz.
O tratamento é feito por meio de psicoterapia cognitivo-comportamental, podendo ser necessário o acompanhamento de um psiquiatra, para receitar medicamentos antidepressivos ou agentes estabilizadores do humor, para equilibrar os níveis de serotonina no cérebro. Há ainda grupos de apoio, como o “Devedores Anônimos”, onde outros compulsivos compartilham suas experiências. Fonte: Jasmine Alimentos

Orientação segura
Ah, se eu tivesse feito diferente!

Muitas pessoas passam pela vida sem se dar conta que ela é finita. Vivem como se fossem eternamente jovens, cheios de saúde e acabam não planejando e sim, apenas pensando em seus sonhos e desejos.
Viver dessa maneira pode parecer excitante, uma grande aventura, mas também é perigoso. Não gastar um pouco de tempo planejando a vida que deseja ter em curto, médio e longo prazo pode nos levar a grandes arrependimentos. E isso seria um desperdício de vida. Chegar ao fim e lamentar desejando ter feito muitas coisas de maneira diferente.
Eu gosto de pensar no fim da vida. Gosto de pensar na história que quero contar aos meus netos e bisnetos sobre o que vivi até lá. Pensar sobre isso me ajuda a tomar as decisões hoje alinhadas com o futuro que eu quero e me mantém lúcida sobre como aproveitar bem cada dia da minha existência. E você? Fonte: Geração de Valor

Ação Positiva


"Se você faz o que sempre fez, vai ter o que sempre teve" Anthony Robbins

Veja também

Mensageiro Seguro 98104/01 Nos últimos dois anos, trânsito brasileiro matou quatro pessoas a cada hora Das mortes registradas no período e indenizadas pelo Seguro DPVAT, 65% estavam concentradas nas regiões Sudeste e Nordeste. Nos últimos dois anos, mais de 63 mil mortes foram causadas pela violência no trânsito, o que representa, em média, 86 óbitos por dia ou pouco menos......
Mensageiro Seguro 100124/05 Proprietário de veículo pode indicar motorista principal online com certificado digital Donos de veículos podem indicar um condutor principal ao Denatran de forma online, com a segurança e validade jurídica do......
Mensageiro Seguro 95523/08/18 Tempo é vida, não o desperdice                   Quem já não teve a sensação de que, por mais corrido que tenha sido o dia de......

Voltar para Blog