topo

Postado em 02 de Agosto às 17h51

Mensageiro Seguro 1011

Institucional (65)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Seguros ganham espaço com o aumento de ataques cibernéticos No último ano, mais de 62 milhões de brasileiros foram alvos de ataques...

Seguros ganham espaço com o aumento de ataques cibernéticos

No último ano, mais de 62 milhões de brasileiros foram alvos de ataques cibernéticos que resultaram em um prejuízo financeiro de 22 bilhões de dólares, segundo dados de um estudo realizado pelo Norton Cyber Security Report. Os números colocam o país como o segundo que mais perdeu, atrás apenas da China.
O tema ganhou destaque com aprovação de diversas leis, como a 12.737/12, intitulada Carolina Dieckmann. "Eu vejo esse cenário com muito otimismo, porque o risco cibernético é totalmente diferente dos que estamos acostumados. Se analisarmos os outros seguros, é possível ficar anos ou até a vida inteira sem utilizar as apólices. Já no risco cibernético, é impossível não sofrer nenhum tipo de ataque", afirma o corretor Cláudio Macedo Pinto.
Com a situação atual, Gustavo Galrão, Coordenador da Comissão de Linhas Financeiras da Fenseg, acredita que esse tipo de seguro tende a ganhar mais espaço na carteira dos corretores. "Diante disso, creio que o papel da seguradora é entender o risco e como subscrevê-lo para que ele seja uma solução efetiva ao mercado empresarial", conclui. Fonte: Segs

O paradigma da felicidade


Pesquisas recentes mostram que as pessoas possuem um ponto de estabilização da felicidade, um nível de alegria ao qual se retorna, não importa se o indivíduo tenha ganhado na loteria ou perdido a capacidade de utilizar seus membros. As experiências que muitos acreditam conduzir à felicidade não passam de picos de prazer, que logo se dissipam e devolvem a pessoa a seu status padrão de contentamento.
A neurociência está descobrindo que, quando as pessoas falam em felicidade, na verdade estão descrevendo estados de espírito, momentos em que se sentem bem em comparação a outros em que experimentam algum tipo de desconforto. Parece correto, portanto, afirmar que as pessoas derivam seu conceito de felicidade de duas matrizes fundamentais: a intensidade e quantidade de experiências de pico de alegria e a média do estado de espírito no intervalo entre os picos eufóricos. Quando a vida de uma pessoa é cheia de boas notícias e seu estado de espírito mais comum é satisfatório, ela diz que é feliz. Regra geral, todos nós vivemos em ciclos de estados de espírito, e da dinâmica desses ciclos derivamos nosso “nível de felicidade”.
Há gente que pensa que a felicidade tem fórmula, que não pode acontecer sem determinados pré–requisitos cumpridos. Mas a verdade é que certas coisas que muita gente acha que tornam a vida melhor – tais como dinheiro, beleza ou projeção social – não parecem ter importância como fator determinante da felicidade. Estudos realizados mostraram que as pessoas ficam felizes logo após um aumento de salário, mas que não há relação entre salário e felicidade definitiva. Não importa quão animado seja o dia da formatura, a educação não faz a vida mais feliz.
Da mesma forma, avanços na vida social não têm efeitos profundos sobre a felicidade, pois a felicidade não está relacionada às circunstâncias imediatas da vida. Oscar Wilde tinha certa razão quando afirmou que “neste mundo só há duas tragédias – uma é não conseguir o que se quer, a outra é conseguir”. De fato, nunca estamos satisfeitos, pois tão logo conquistamos um desejo, somos invadidos pela sensação de “não era bem isso o que eu queria”.
Outro equívoco muito comum a respeito da felicidade é a expectativa de viver num estado de espírito de alegria perene. O sentir–se bem não é permanente, nem poderia ser, pois o resultado seria uma complacência prazerosa. “A natureza utiliza a dor e o prazer como um bastão para nos guiar”, diz o psicólogo David Lykken. Há quem diga, e com certa dose de razão, que a insatisfação é a mãe do progresso, pois a engenhosidade humana é resultado da busca constante de mais conforto ede menos sofrimento. Por essa razão, um povo feliz pode se tornar um povo inerte, acomodado em um prazer que anestesia e que paralisa.
Um terceiro equívoco a respeito de felicidade é a crença no destino aleatório, como se algumas pessoas tivessem nascido para ser felizes e outras não. Na verdade, a felicidade não chega por acaso, desrespeitando a autonomia da pessoa que a experimenta. Isso significa que não estamos ao sabor das alterações de humor, como se elas não dependessem da maneira como vivemos. Somos responsáveis pela qualidade da vida que temos.
O grande desafio que enfrentamos na correria do dia–a–dia diz respeito à capacidade de administrar os estados de espírito com que atravessamos nossa rotina diária e desfrutamos as experiências simples que compõem a teia do que chamamos vida. Aprendi que a vida não consiste em poucos grandes momentos, mas sim em milhares de pequenos momentos aos quais emprestamos significado.
Enfim, é mesmo verdade que a felicidade não depende tanto, por exemplo, de dias como o do casamento, o da formatura e o da festa na maternidade, mas sim do romance que se aprofunda, do trabalho que se realiza e da vida em família num ambiente de afeto e de possibilidades. Ed René Kivitz – no livro Vivendo com propósitos

Registro de empresas será exclusivo pela internet


“Com a Jucese 100% Digital, tudo ficará melhor”, afirmou a técnica contábil Helena Regina Nascimento. Ela e mais cerca de 100 profissionais da contabilidade participaram no dia 24 de julho da palestra “Registro Empresarial: sistema Agiliza 100% digital”, evento promovido pela Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese), em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe (CRCSE).
Para ela o sistema facilitará tanto a vida dos empresários, quanto dos contadores. “Se tivermos sócios em cidades diferentes, não precisaremos mais mandar documentação para fora, uma vez que digitalmente eles farão a assinatura (via certificado digital). Já passei por situações em que tive que enviar documento da empresa via Sedex e voltou gerando aquele desgaste. Mas agora, mesmo que o processo tenha algum erro, corrigiremos online e cliente só assina”.
“Não podemos retroagir, estamos em um processo de evolução. Vamos viver uma nova realidade em todas as constituições, alterações e baixas de empresas, a partir de setembro. Todo processo de mudança requer uma adequação e temos que nos adequar. Todos nós devemos estudar para que possamos fazer processos cada dia mais rápidos”, frisou o contador Arnaldo Rodrigues.
O presidente da Jucese, Marco Freitas, destacou a relevância do registro digital. “A Junta Comercial já vem dando passos largos desde 2014 com a implantação do Portal de Serviços Agiliza Sergipe, mas o que é bom pode ser melhorado. Precisamos nos atualizar para não ficarmos para trás. Por isso reforçamos os inúmeros benefícios que o registro totalmente online proporcionará, como a segurança e a agilidade”, disse.
Marco Freitas reforçou entre os participantes que a implantação da “Jucese 100% Digital” será feita gradativamente. “Montamos um cronograma que foi bastante discutido internamente, para que não ficasse pesado nem para os profissionais de contabilidade e nem os empresários”, afirmou.
“Acredito que todos os órgãos públicos têm que atuar em parceria com os órgãos que interagem. E a Junta Comercial é o nosso principal parceiro no que diz respeito a ações voltadas ao profissional da contabilidade. Sentamos em reunião e acordamos a realização desta turma de capacitação. O sucesso foi tão grande que nesta sexta-feira teremos outra turma”, comentou o presidente do CRCSE, Vanderson Mélo. Fonte: Governo de Sergipe

Dicas para escolher o melhor plano de saúde para sua empresa


Um dos benefícios mais importantes para os colaboradores é o plano de saúde e ele representa uma fatia importante da folha de pagamento algo em torno de 8% a 15%. Por isso é muito importante que o gestor de RH e empresário, escolha corretamente qual das opções existentes no mercado atenderá melhor as necessidades do seu público interno. Trata-se de um processo complexo, mas que se for realizado da forma correta pode enxugar e muito os custos de sua empresa e ainda atender a expectativa dos colaboradores.
Primeiramente, é preciso considerar e avaliar as diferenças entre medicina de grupo, com operação médica verticalizada, seguradora, cooperativa e operadoras de saúde. Feito isso, avaliar a rede credenciada de atendimento e os diferenciais de serviços oferecidos nos produtos.
Também é fundamental mapear as necessidades de seus funcionários – características geográficas de sua empresa, perfil do público interno, perfil epidemiológico e casos crônicos, gestantes, etc. - e adequar o modelo de gestão de acordo com essas particularidades.
Algumas dicas na hora da escolha: buscar uma prestadora que possa verticalizar a gestão do sinistro, que tenha programas de controle em seu aparato de produtos e serviços, ofereça mecanismos de controle de sinistro e qualidade de vida. Além disso, opte por um contrato que possua cláusulas flexíveis de acordo com a performance de utilização dos serviços
Como “dica de ouro” posso sugerir que, no momento da contratação do benefício saúde, o gestor estipule modelos e gatilhos de controle para a utilização do plano, tais como coparticipação, limitadores de procedimentos, meritocracias e contratos flexíveis. Uma opção muito vantajosa é buscar por produtos regionais/nacionais e, se possível, dividir os contratos entre duas operadoras, a depender do tamanho da empresa e de sua localidade.
Caso a empresa já tenha contratado o serviço, mas ele não está atendendo seu público interno de forma positiva, o gestor pode solicitar um redesenho do contrato atual, junto à operadora, e negociar novas condições e adequações do produto e abrangência. Também é possível readequar os valores do contrato e, até mesmo, redesenhar modelos de elegibilidade.
Para otimizar ainda mais o serviço, o gestor de RH pode criar programas de conscientização para que o seu público interno tome conhecimento de todas as particularidades de seu benefício saúde. Isso ajuda a minimizar o desperdício e pode apresentar, de forma clara, todos os itens disponíveis, gerando maior satisfação no usuário.
Um dos maiores erros ao contratar o plano de saúde é, justamente, não realizar um mapeamento adequado para entender quais são as reais necessidades do seu público interno, escolher o plano pelo baixo custo e não pela oferta de um serviço de qualidade. O valor é importante, mas não é o principal quesito a ser avaliado ao contratar um plano de saúde.
Os gestores precisam compreender que o maior ativo de uma empresa, sem nenhuma dúvida, são as pessoas e principalmente suas habilidades e diferenciais que, juntos, podem favorecer a corporação de inúmeras maneiras. É preciso ressaltar que uma boa gestão da saúde e um controle assertivo da sinistralidade são essenciais para todas as empresas que buscam um serviço de qualidade, sem comprometer a saúde financeira do seu negócio! Fonte: Segs

Saúde
Graviola impede o desenvolvimento do câncer

A graviola é uma excelente fonte de minerais, como magnésio, cálcio, potássio, fósforo e sódio. “Além disso, a graviola ajuda a impedir o desenvolvimento de células cancerígenas, é rica em fibras e mantém a pessoa saciada por mais tempo”, conta Andrea Santa Rosa, nutricionista membro do Instituto Brasileiro de Nutrição Funcional (IBNF).
Ela acrescenta que o vegetal é uma excelente fonte de vitamina C, que ajuda na eliminação das toxinas do corpo e pode ser consumida por crianças, adultos e idosos. Andrea acrescenta que para aqueles que buscam perder peso, a recomendação é de uma xícara de chá diária. “A atenção vai apenas para grávidas e hipotensos, já que a graviola tem propriedades que baixam a pressão arterial.” Fonte: Revista VivaSaúde

Orientação segura
Seus pensamentos criam a sua realidade

A mente funciona como uma fábrica e aquilo que é pensado durante todo dia coloca ingredientes dentro da "fábrica" que vai produzir o produto final que são as nossas ações.
O sucesso é almejado por todos. Cada ser humano tem dentro de si sonhos e objetivos e é isso que os mantém motivados para a vida. Quando alguém deixa de sonhar, deixa de viver. Como então alcançar o sucesso? Isso vai depender de vários fatores. Cada um tem sonhos distintos. O caminho de quem quer ser um médico é diferente de quem quer se tornar um escritor. Porém, o ponto de partida é o mesmo, o sucesso começa na mente.
De acordo com a coach Amanda Carm, "as pessoas bem sucedidas se concentram em desenvolver o poder da mente, lendo bons livros, fazendo cursos e formações, estabelecendo boas parcerias e procurando vozes de valor”.
Ao contrário disso, a maioria das pessoas começa o dia lendo o jornal da manhã e enchendo seu cérebro de tragédias, assassinatos e assaltos, depois passam parte do dia a navegar sem rumo nas redes sociais, muitas vezes criticando tudo e todos que se atravessam em seu caminho e por fim terminam o dia a relaxar no sofá assistindo à novela da noite", explica.
Considerando que o sucesso é uma estrada que está em construção e que estamos avançando neste caminho que pode se transformar e se renovar continuamente, sabemos que não existe motivo para buscar um único objetivo.
"Todo grande sucesso está relacionado com ação. É a ação que produz resultados, é você quem decide como se sentir ou agir, baseado no que escolheu para perceber sua vida. Nada tem significado algum, exceto aqueles que nós lhe damos. A qualidade da nossa vida não é determinada por aquilo que nos acontece, mas pelo que fazemos com o que nos acontece", destaca a coach.
Amanda conclui: "Se uma ideia falhar, e isso vai acontecer várias vezes, a mente bem sucedida pode lidar com isso e se adaptar às mudanças apresentadas pela situação. Mas, como você aceita a mudança? Da maneira como você deve fazer isso: seguindo em frente. Sabendo que ela está lá, acontecendo o tempo todo, não deixe que ela te pegue desprevenido. Planeje para isso, abrace a mudança e use-a a seu favor", finaliza. Fonte: Segs

Ação Positiva

"Uma ideia que não se põe em prática é um sonho." Duque de Saint-Simon

Veja também

Mensageiro Seguro 96224/08/18 Como ser feliz Para ser feliz, seja ético. Afinal, a vitória que vale a pena é a que aumenta sua dignidade e reafirma valores profundos. Pisar os outros para subir desperta o desejo de vingança. Também estude sempre e muito. A glória pertence àqueles que têm um trabalho especial para oferecer. Acredite sempre no amor - Não fomos feitos para a......
Mensageiro Seguro 100812/07 Há um entardecer chuvoso em todos nós Quantas vezes olhamos para além da janela e nos confrontamos com o tempo frio, chuvoso e com nuvens escuras que parecem esconder o sol e torcemos ansiosamente para que o tempo mude e a alegria......
Mensageiro Seguro 101713/09 Lei Geral de Proteção de Dados: como a nova regulamentação impactará os negócios? A LGPD modificará a forma como as empresas tratam os dados pessoais coletados, causando impacto em todas as atividades e......

Voltar para Blog