topo

Postado em 12 de Julho de 2019 às 14h20

Mensageiro Seguro 1008

Institucional (85)
Certa Corretora de Seguros e Certificação Digital - Chapecó/SC Há um entardecer chuvoso em todos nós Quantas vezes olhamos para além da janela e nos confrontamos com o tempo frio, chuvoso e com nuvens escuras que...

Há um entardecer chuvoso em todos nós

Quantas vezes olhamos para além da janela e nos confrontamos com o tempo frio, chuvoso e com nuvens escuras que parecem esconder o sol e torcemos ansiosamente para que o tempo mude e a alegria surja como em um passe de mágica?
Detestamos tudo o que nos tira da zona de conforto e nos lança frente ao universo do desconhecido. Somo seres humanos, temos a tendência de preservamos aquilo que nos traz segurança e comodidade. E isso envolve uma série de ações, pensamentos e comportamentos que não causam nenhum tipo de medo, ansiedade ou risco. É uma lugar onde nenhum indivíduo se sente ameaçado e muito menos “molhado”.
Ficando nesse lugarzinho confortável, subestimamos a chuva, a noite, o frio e tudo mais que a vida tem a nos oferecer. Somos feitos de sol, chuva, dia e também noite. Há um entardecer chuvoso em cada um de nós… E isso é bom!
De fato, a gente sempre quer mudar de vida. Buscamos, habitualmente, no mesmo lugar o segredo que nos trará essa mudança. Em meio a essa busca insaciável, não nos damos conta de que existe uma alternativa que nos trará uma mudança duradoura e significativa. Mude o modo como enxerga o mundo, a chuva, o sol, o dia e a noite. Mude de perspectiva e tudo mudará com você.
O modo como enxergamos a realidade é influenciado pela posição em que nos colocamos na vida. Se da janela da cozinha você só consegue enxergar as mesmas coisas, talvez tenha chegado o momento de você se admirar com outra vista.
A posição em que você se coloca te permite observar as coisas de uma perspectiva, mas se você se colocar na posição de outro indivíduo, mudar de janela, passará a observar sob a perspectiva dele. E isso afeta basicamente a nossa mentalidade de um modo geral.
O tempo em que permanecemos em uma mesma situação está diretamente ligado ao tempo em que permanecemos pensando do mesmo jeito. E não porque existiam poucas ou nenhuma alternativa para uma saída, pois de nada adiantaria duas portas escancaradas se você não decidir sair, não é?
É importante concluir que todos nós temos padrões de pensamentos e que esses padrões te colocam exatamente onde você está. E que se você quiser mudar algo na sua vida, ou ela completamente, precisará mudar a forma como enxerga e reflete sobre a sua realidade.
Perspectiva tem a ver com mudar o seu ponto de vista. Tem a ver com trocar de janela de vez em quando. Observe um dia chuvoso e nublado, assim como quem observa um dia de sol pleno. E você se surpreenderá com a beleza que sempre esteve ali. Verás que a chuva, de uma certa forma, foi sempre a mesma. Você que a observou com outros olhos.
Você pode fazer isso pensando nas possibilidades, ou olhando para a moldura toda, e estará habituando o seu cérebro a se concentrar menos em irritações sem sentido e problemas que não merecem sua atenção. E consequentemente se sentirá melhor. Por Edu Rocha, psicólogo

ANS suspende venda de 51 planos de saúde no país


Medida é resultado do Programa de Monitoramento da Agência e protege cerca de 600 mil beneficiários.
Desde o dia 14 de junho, 51 planos de saúde não podem ser vendidos ou receber novos clientes em todo o país, por determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A medida é resultado do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, que acompanha o desempenho do setor e atua na proteção dos beneficiários.
Neste ciclo, a reguladora determinou a suspensão temporária da comercialização de planos de 11 operadoras em função de reclamações assistenciais de consumidores no período, como: cobertura assistencial, prazo máximo de atendimento e rede de atendimento, entre outras.
Juntos, os planos atendem cerca de 600 mil beneficiários, que ficam protegidos com a medida e têm mantida a garantia à assistência regular. Paralelamente à suspensão, a Agência liberou a comercialização de 27 planos de saúde de 10 operadoras que haviam sido suspensos em ciclos anteriores. A liberação indica que esses planos poderão voltar a ser vendidos para novos clientes.
O Monitoramento da Garantia de Atendimento avalia as operadoras a partir das reclamações registradas nos canais da ANS. O objetivo do programa é estimular as empresas a garantir o acesso do beneficiário aos serviços e procedimentos definidos no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS de acordo com o que foi contratado.
Os planos suspensos só podem voltar a ser comercializados quando forem comprovadas melhorias. "Ao proibir temporariamente a comercialização dos planos que estão sendo alvo de reclamações, a ANS obriga as operadoras se esforçarem para garantir o acesso do beneficiário aos serviços que foram contratados. Somente com a adequação do atendimento, as operadoras poderão receber novos clientes", explica o diretor de Normas e Habilitação dos Produtos, Rogério Scarabel.
Nesse ciclo, foram consideradas as reclamações (como negativas de cobertura e demora no atendimento) recebidas entre 01/01/2019 a 31/03/2019. No período, foram registradas 19.411 reclamações de natureza assistencial nos canais de atendimento da ANS. Dessas, 18.789 foram consideradas para análise pelo Programa de Monitoramento, excluindo-se as demandas finalizadas por motivos como duplicidade.
No período, 93,56% das queixas foram resolvidas pela mediação feita pela ANS via Notificação de Intermediação Preliminar (NIP), índice que regularmente tem se mantido superior a 90% em resolutividade, garantindo resposta ao problema dos beneficiários.
Os beneficiários também podem consultar informações do monitoramento por operadora, conferindo o histórico das empresas e verificando, em cada ciclo, se ela teve planos suspensos ou reativados. Para dar mais transparência e possibilitar a comparação pelos consumidores, o site da ANS disponibiliza um panorama geral com a situação de todas as operadoras, com a classificação das empresas nas quatro faixas existentes. Fonte: ANS

CCJ aprova emissão eletrônica da Carteira de Trabalho


A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou em junho projeto de lei que permite a emissão da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) em meio eletrônico, se houver requerimento escrito do trabalhador.
O PL 7705/14 determina que regulamento do Poder Executivo disciplinará a transferência das informações contidas no documento físico para o meio eletrônico. O texto altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT- Decreto-Lei 5.452/43).
De autoria do Senado Federal, o projeto recebeu parecer favorável do deputado Alceu Moreira (MDB-RS). Ele apresentou uma emenda de redação apenas para adequar a proposta às regras da técnica legislativa, sem interferir no conteúdo.
Como foi aprovado em caráter conclusivo pelos deputados e já passou pelo Senado, o projeto aguarda agora sanção presidencial, a menos que haja recurso para que a decisão final na Câmara seja em Plenário. A CTPS é emitida pelas superintendências regionais do Trabalho e Emprego, vinculadas ao Ministério da Economia, ou por órgãos estaduais e municipais conveniados ao governo federal. Fonte: Agência Câmara Notícias

Governo aposta na digitalização para resgatar confiança do cidadão


A tecnologia, aliada a uma mentalidade de desburocratização e simplificação, pode recuperar a confiança da população nas instituições públicas. Segundo secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, o governo federal aposta na digitalização de processos e serviços para resgatar essa confiança.
Na abertura da 8ª edição do Seminário Brasil Mais Simples, realizado no mês de junho pelo Sebrae em Brasília, Uebel destacou que o Brasil é a quarta maior população conectada do mundo e que “devemos aproveitar essa oportunidade para transformarmos as instituições públicas em verdadeiras plataformas democráticas, de acesso, de inclusão e de transparência”.
Na avaliação de Uebel, o investimento em tecnologia traz retorno rápido e garantido. “Pesquisas mostram que crescimento de 1% em governo digital gera mais de 0,5% de crescimento no Produto Interno Bruto”, informou.
Atualmente, 42% dos 2.897 serviços oferecidos pelo governo federal são digitalizados. O objetivo é agregar a esse universo, pelo menos, mil novos serviços digitais. “A saída é o governo digital”, enfatizou Uebel.
Além da ampliação desses serviços, trazendo mais comodidade aos cidadãos, o governo trabalha em outras três linhas: lançar a identidade digital, cujo projeto piloto está previsto para este ano; unificar canais digitais do governo; e intensificar a integração entre sistemas e bancos de dados. “São mais de 40 milhões de interações que hoje são feitas pessoalmente e que poderão se tornar digitais”, informa Uebel. Ele estima em R$ 6 bilhões a economia da sociedade e do governo com essa digitalização. “Haverá impacto direto na geração de emprego e renda e na qualificação de mão-de-obra”, acrescentou.
O secretário-adjunto de Governo Digital do Ministério da Economia, Ciro Avelino, disse no Seminário Brasil Mais Simples que o governo não pode ser um obstáculo para o empreendedor brasileiro, por isso precisa tirar amarras para permitir a produtividade do povo brasileiro e o crescimento da economia. “Não podemos enxergar a inovação como pura e simplesmente a aplicação de tecnologia de forma massiva e intensiva nos processos, temos que entender que transformação digital é adequar a prestação de serviços públicos à realidade e à expectativa de uma sociedade que já é digital e que mudou os seus hábitos a partir do uso da tecnologia”, disse.
“Não é preciso inventar nada novo para promover a transformação digital do governo”, afirmou o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, ao público do 5° Fórum IBGP de Governança de TI, também realizado em junho, em Brasília. Ele apontou que um dos meios de transformar o governo em digital é capacitar pessoas. Outro, também muito efetivo, é fazer parcerias com o setor privado.
Luis Felipe destacou que é preciso ter equipes qualificadas e defendeu que os profissionais que estão no serviço público façam parte dessa jornada de transformação digital. O secretário apontou que essa jornada é capaz de resolver as três maiores crises que temos no país: fiscal, de qualidade de serviços e de confiança nos governos.
“A velocidade da inclusão digital da população brasileira é muito mais acelerada do que a capacidade do governo de produzir serviços e políticas públicas usando tecnologia”, alertou o secretário. “Por que não, então, tornar o governo uma plataforma digital e, por meio da oferta de serviços públicos digitais, conseguir atingir a expectativa do cidadão?”, provocou Luis Felipe.
O problema, na visão do secretário, é que a transformação digital do governo não se dá com a assinatura de um papel ou a sanção de uma lei: “São milhares de projetos, dezenas de pessoas que têm que se engajar em cada um dos processos e rotinas de trabalho. Por isso é desafiador”.
Na opinião de Luis Felipe, o governo brasileiro tem baixa cultura digital. Então, precisa se educar e conhecer o digital tanto quanto conhece economia, trabalho, educação e direito. Em 2020, adiantou o secretário, “a partir das reformas estruturais deste ano, teremos abertura para remodelar o poder público e ter uma carreira que trabalhe os elementos-chave de gestão no governo, entre elas a gestão de tecnologia”. Fonte: Ministério da Economia

Saúde
Previna problemas na coluna

Investir na mudança de algumas atitudes pode, sim, ajudar a prevenir problemas de coluna. Ficar horas sentado em frente ao computador, usar muito salto alto, andar olhando para o celular e levar uma rotina sedentária podem causar problemas de coluna. Cristina Heydt, fisioterapeuta da Escola da Coluna, destaca que manter a postura correta é fundamental.
Para prevenir problemas na coluna, mantenha a coluna sempre ereta, independente da posição que o corpo estiver; sente-se corretamente e, sempre que possível, sem se encostar.
Ainda, pratique exercícios físicos para fortalecer, tonificar e flexibilizar a musculatura profunda da coluna;
Além de manter a coluna sempre ereta, organizada e equilibrada, movimentação constante, atitude corporal, sobretudo, é fundamental investir na mudança de hábitos.
Fonte: Revista Viva Saúde

Orientação segura
Qual é o espírito de sua marca?

A palavra espírito vem do latim “spiritus” e significa respiração, sopro?—?tem tudo a ver com ar, clima, atmosfera.
Tudo em nossa vida é resultado da atmosfera que geramos e isso também vale para sua equipe e para os resultados que ela apresenta.
Se o clima é de vibração, alegria e gratidão, sua marca com certeza vai ser reconhecida por isso, mas se o clima for de velório, tristeza e mimimi, seus resultados irão demonstrar.
Se você é gestor de uma marca, fique atento ao clima que está sendo cultivado em sua equipe. Seus resultados são o seu reflexo e você é reflexo de sua mentalidade.
Sandro Serzedello

Ação Positiva

“As pessoas tendem a colocar palavras onde faltam ideias.” Goethe

Veja também

Mensageiro Seguro 106117/07 Ano XIV – 18/07/2020 - Edição 1.061 Publicação Semanal da Certa Administradora e Corretora de Seguros Ltda. Edição: Samara Braghini Leia nesta edição do Mensageiro Seguro 1.Oportunidades em tempos de incertezas 2.A importância do corretor de seguros 3.ANS implementa protocolo eletrônico para envio de documentos por......
Mensageiro Seguro 96911/10/18 Cultivar a felicidade Desde os primórdios da humanidade, que o ser humano procura a felicidade como a terra seca clama pela água. É fácil conquistá-la? Nem sempre! Os poetas homenagearam-na, os romancistas......
Mensageiro Seguro 101530/08/19 Insumo do consumo O poder está cada vez mais disperso. E a capacidade das pessoas de se informar e se organizar continuará crescendo. O velho slogan "power to the people" nunca foi tão novo. Ele impacta a política,......

Voltar para Blog